O mais reverenciado ícone da música pop internacional, referência básica e histórica de produtores e arranjadores em todo o mundo, é o lendário maestro inglês, Sir George Martin, este tipo peculiar de personalidade que a divindade raramente faz surgir de tempos em tempos entre os demais mortais.

Com o seu "Toque de Midas", este músico de idéias revolucionárias que redirecionaram os conceitos da produção musical, foi o grande responsável pelo maior fenômeno de todos os tempos:  "The Beatles".

Seus arranjos e produção para este grupo ainda permanecem como um marco não superado nos dias atuais.

Com a dissolução do "Quarteto de Liverpool", Martin descobriu e produziu muitos "Mega Stars" como o grupo América, Elton Jhon, Celine Dion, Michel Jackson, etc..

Num histórico encontro em 1993, diante de um público de 100 mil espectadores, as MCP, sob a batuta de Martin, interpretaram os grandes sucessos dos "Beatles", num concerto realizado pelo "Projeto Aquarius", na Quinta da Boa Vista (RJ).

Sem a presença da orquestra devido a uma forte chuva que desabou na hora do espetáculo, uma banda sob um toldo improvisado garantiu a base harmônica e o imenso público presente integrou-se às Meninas Cantoras em conhecidos refrões que marcaram os anos 60/70.

George Martin encanta-se com a arte singular das meninas e, ao lançar seu livro de memórias "SGT PEPPER'S", referiu-se a elas no prefácio, sentenciando:  "...Só os Anjos cantam assim..."

Em 1997, ao produzir o que chamou de último disco de sua carreira - In My Life - convida as Meninas Cantoras de Petrópolis para interpretarem o hit "Ticket to Ride", ao lado de artistas como Celine Dion, Phill Collins, Jeff Beck, Robin Willians e Sean Connery.

Recentemente esta faixa do CD serviu como trilha sonora na novela "Meu Bem Querer" (Rede Globo).