A experiência que já ultrapassa mais de 35 anos somada à maneira inovadora de suas interpretações musicais faz deste singularíssimo conjunto de meninas um autentico ponto de referência de outros similares, tendo motivado no Brasil e até mesmo além de suas fronteiras, o surgimento de novos grupos que encontram nas Meninas Cantoras de Petrópolis uma fonte de inspiração.

A sólida instrução musical aliada à indispensável disciplina de trabalho diário e constante tornou-as internacionalmente reconhecidas pela beleza excepcional de seu canto e por um poder de encantamento único, comparado simbolicamente ao "Cantar do Anjos".

Sendo o 1o. grupo criado no País formado exclusivamente por "Meninas", tem se dedicado nos últimos anos aos grandes shows populares, muitos realizados em grandes espaços ao ar livre para milhares de espectadores mas sem perder jamais a tradição nas oportunidades em que são convidadas para atuar sob a regência de renomados maestros ao lado de importantes orquestras, quando interpretam páginas dos grandes mestres, seja a música sacra, oratórios, coros de óperas, etc..

Desde seu ingresso no "Curso Preparatório", por volta dos 7 anos, até seu desligamento, aos 15, cada integrante das "MCP" passa por uma valiosa experiência musical, artística e cultural tem credenciado a muitas ex-meninas cantoras seguirem carreira, sempre admiradas pelo singular "Som de Prata" que sempre caracterizou o grupo.

Seja ao vivo ou através das centenas de participações em programas de TV em rede nacional, nenhum estado brasileiro deixou de ser visitado pelos célebres "Sapatinhos de Verniz", oportunidades em que o grupo tem colecionado as mais expressivas honras artísticas, considerando-se os vários prêmios e troféus recebidos, dentre eles, quatro diplomas concedidos por Universidades estrangeiras, além da "Medalha Tiradentes", a mais alta comenda outorgada pela "Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro".

Por duas vezes lo. lugar no "Concurso Nacional de Corais", promovidos pelo "Jornal do Brasil", as MCP já gravaram 12 discos solo e outros 23 com os maiores nomes da MPB, tais como: Roberto Carlos, Simone, Chitãozinho e Xororó, Gilberto Gil, Ivan Lins, Fafá de Belém, Sandy e Júnior, Fábio Júnior, Xuxa, Angélica, José Augusto, Luiz Ayrão, Vanderléia, Eliseth Cardoso, Vanderlei Cardoso, The Fevers, Carla Perez, Hebe Camargo, e outros.

Sem dúvida, o grande divisor de águas foi o privilégio de figurarem na derradeira produção fonográfica do "Quinto Beatle", o maestro Inglês George Martin, que as incluiu no CD "In My Life", onde interpretam o hit "Ticket to Ride".  Neste trabalho histórico, as "MCP" constam entre artistas do porte de Celine Dion. Phill Collins, Jeff  Beck, Robin Willians, e Sean Connery.

Acostumadas às grandes platéias como os monumentais concertos do "Projeto Aquarius", é o único coro na América Latina contratado exclusivo de uma gravadora multinacional, a Universal Music, que com elas produziu o CD "Coração Sertanejo" que atingiu milhares de cópias vendidas em menos de um ano de lançamento.

Recordistas de apresentações pelo Brasil, já estiveram em programas de rádio e tv, tais como: Fantástico, Hebe Camargo, Jô Soares, Flávio Cavalcanti, Faustão, Raul Gil, Gugu, Angélica, Ana Maria Braga, Ratinho, Vídeo Show, Você Decide, Programa Livre, Liciano Huck, Ronie Von, TV Fama, Superpop, Ione Borges, Bem Brasil, Tele Tom, Amigos e Sucessos, Especial Sertanejo, Roberto Leal, além das novelas da "Globo": "Salomé" e "Meu Bem Querer". No cinema participaram do filme "Zoando na TV".

O cliping jornalístico destes anos de trabalho, reune cerca de 8 mil matérias publicadas em jornais, revistas, e livros no Brasil e no Exterior.